Pedro e Paulo: um caminho para uma moral encarnada
Dalbem / 26 Giugno 2020

Nesta semana em que celebramos a solenidade que recorda a vida destes grandes personagens da história cristã, chegamos também ao final de mais um semestre letivo, ou melhor, de mais um ano letivo. É, sem dúvida, um profícuo momento de revisar o caminho realizado até o presente tempo, enriquecendo e reforçando nossas bases metodológica e epistemológica. Sendo assim, recordamos que a identidade da Accademia Alfonsiana é profundamente marcada por um modo de fazer moral inspirado no ensinamento de Santo Afonso Maria de Ligório, ou seja, uma moral que parta da vida, em contínua fidelidade misericordiosa ao amor Trinitário manifestado em plenitude na vida de Jesus e no Reinado de Pai proclamado por ele, em continuidade com a comunidade de fé-Igreja, sustentada na graça do Espírito Santo. Refletindo sobre todo este contexto, recordei-me do assim chamado Concílio de Jerusalém (At 15.1-33), onde  estas duas figuras importantes na história de nossa fé teriam se encontrado. Mais do que fazer um estudo exegético da perícope bíblica, proponho uma pequena reflexão sobre o conteúdo simbólico que encontramos nas pessoas de Pedro e Paulo no interior daquela importante reunião, e como isto pode nos inspirar no caminho de uma moral encarnada no chão da história…

Franciscos, Afonso e a moral que nasce do Presépio
Dalbem / 25 Dicembre 2019

O tempo cronológico faz o seu trabalho e, mais uma vez, um ano se aproxima do seu fim. No âmbito do simbólico, para experimentar aquela outra qualidade de tempo que extrapola o mero passar dos minutos indo à dimensão da graça, aprendemos a celebrar a abertura e o fechamento de ciclos povoando a linearidade temporal de “estações” carregadas de sentimento e sentido. O Eterno Divino, irrompendo e rompendo a monotonia temporal da humanidade, estabelece a estação-símbolo maior, lugar/tempo de fala e de encontro: a Encarnação do Verbo. Natal, nascimento, é assim que aprendemos a chamar este acontecimento; presépio, é deste modo que a arte-orante traduziu a simplicidade-complexa deste evento. Algumas semanas atrás, Papa Francisco, na breve Carta Apostólica Admirabile Signum, dada à publicação em Greccio, no Santuário do Presépio no dia 01 de dezembro, recorda e contempla a proposta de outro Francisco, aquele que séculos atrás, naquele mesmo lugar, começou a tradição de assim representar a Encarnação. Francisco, o atual, recorda o presépio como uma forma singular de experiência da proximidade de Deus. Tal proximidade que irrompe na pretensa estabilidade humana portando a novidade de uma vida plena e fraterna. «…Jesus é a novidade em meio a um mundo velho,…

Sínodo Especial para a região Panamazônica: Documento Final – Primeira Considerações e Impressões
Dalbem / 1 Novembre 2019

Introdução Após um sólido caminho sinodal de aproximadamente dois anos, é chegada a hora de conhecer e compartilhar as reflexões feitas pelos padres sinodais através do documento final tornado público no último sábado, dia 26 de outubro. Há que se recordar que um sínodo não é uma estrutura deliberativa, mas propositiva. É com este espírito hermenêutico de diálogo que o documento deve ser recebido, lido e suas conclusões acolhidas. O que pretendemos com este breve artigo é realizar uma pequena abordagem, de caráter sobretudo ilustrativo e informativo, sobre o caminho reflexivo contido no interior do documento. Agradeço muitíssimo ao meu confrade, padre Sinodal, Vice-Provincial Redentorista de Manaus, Pe. Amarildo da Silva, C.Ss.R., pelas riquíssimas informações e opiniões que me ajudaram a compreender os objetivos almejados pelo documento. 1. A Estrutura do documento, suas influências diretas e eclesiologia Uma breve análise da estrutura do documento nos revela um texto breve, contendo apenas 120 números, dividido em cinco capítulos mais introdução e conclusão: I: Amazônia: da escuta à Conversão Integral; II: Novos Caminhos de Conversão Pastoral; III: Novos Caminhos de Conversão Cultural; IV: Novos Caminhos de Conversão Ecológica; V: Novos Caminhos de Conversão Sinodal. Do magistério recente colhemos a influência direta mais…